Qué clase de pavimento instalar en hospitales y centros de salud en época de coronavirus

Que tipo de pavimento instalar em hospitais e centros de saúde em época de coronavírus

Saber que tipo de pavimento instalar em hospitais e centros de saúde em época de coronavírus é saber como atuar na luta contra a Covid-19 onde mais se necessita.

No momento de pensar em que pavimento instalar em hospitais, em centros de saúde ou em qualquer outro espaço sanitário devemos, pelo menos atualmente, prestar especial atenção à necessidade mais premente: a segurança de utentes, pacientes e pessoal médico e profissional.

A resposta a uma realidade totalmente condicionada a nível mundial por uma pandemia sanitária que ainda vai ficar durante tempo entre nós, passa pela colocação de pavimentos concebidos para garantir a máxima higiene, bem como o bem-estar de aqueles que transitam pelos mesmos.

Pavimentos para instalar em hospitais e centros de saúde em época de coronavírus

1. Ambientes seguros, livres de bactérias e vírus nos pavimentos de hospitais

Soluções higiénicas, bacteriostáticas e viricidas, assim devem ser os pavimentos a instalar em hospitais e centros de saúde atualmente. Quer dizer, que tenham tratamentos de superfície que apresentam excelente resistência às manchas e que permitem uma fácil limpeza para garantir a máxima higiene diária face à Covid-19.

Neste sentido, os pavimentos vinílicos oferecem a máxima garantia, nomeadamente aquelas gamas de pavimentos pensadas para satisfazer as necessidades de hospitais e centros sanitários onde se presta especial atenção à insonoridade acústica, à resistência e durabilidade e à fácil manutenção, devido a um tratamento de superfície exclusivo e patenteado (Evercare™) que prescinde da necessidade de enceramento e que é resistente às manchas.

É que, não se trata apenas de manter a higiene, mas de garantir pavimentos duradouros que evitem qualquer contratempo aos profissionais da saúde em um ano especialmente delicado, seja por roturas ou deformações do pavimento que dificultem o trabalho dos sanitários, seja por defeitos que obriguem à realização de tarefas de substituição do pavimento.

2. Pavimentos higiénicos e que respeitam o meio ambiente

Mas não se trata simplesmente de apostar por pavimentos com propriedades antibacterianas, viricidas e resistentes às manchas, mas por pavimentos que contribuam para garantir o bem-estar de pacientes e utentes ao preservar a saúde deles.

Estamos a referir-nos de gamas de pavimentos vinílicos como Taralay premium ou o Creation 70, 100 % reciclável conforme ao REACH (o regulamento da União Europeia sobre o registo, avaliação, autorização e restrição de produtos químicos) o Mipolam Symbioz, com plastificantes 100 % de origem vegetal e 75 % das matérias-primas utilizadas para a sua produção de caráter sustentável ou renovável.

De facto, os pavimentos vinílicos da Gerflor estão isentos de metais pesados, solventes ou substâncias nocivas ou perigosas para a saúde, tais como formaldeído, ou seja, qualquer composto que possa causar emissões cancerígenas.

Características como estas, que até hoje poderiam parecer adicionais, tornam-se imprescindíveis num momento fulcral em que não podemos deixar nada ao acaso no que diz respeito à saúde. Todos os detalhes contam, cada uma das decisões que a direção de um centro de saúde ou hospital tome em relação ao equipamento, design ou mobiliário, terá uma repercussão sobre uma rápida recuperação dos doentes e sobre a resposta dos profissionais.

pavimentos interiores
Posts relacionados
Subscreva e fique a par de todas as novidades
Se você deseja continuar navegando neste site, você concorda que os cookies podem ser usados para fins estatísticos ou técnicos. Com o objetivo de melhorar a proteção dos seus dados pessoais, atualizámos a nossa política de privacidade.